Blog

4 Técnicas eficientes para estimular a criatividade

Você tem algum cargo, ou executa alguma função que exige ideias criativas constantemente? 

Se a resposta for sim, provavelmente você também já deve ter enfrentado alguns daqueles momentos em que todas as boas ideias parecem desaparecer, e tudo o que vem a mente é um enorme incômodo, afinal, isso é normal, em especial quando estamos falando de profissionais que dependem de ideias criativas frequentemente.

Então, vamos ao que realmente interessa:

O que é criatividade?

Antes de mais nada, é importante deixar claro o que significa a criatividade. Não se trata de um dom que apenas as pessoas especiais possuem. A palavra criatividade tem origem no latim “creare” e significa “criar”, “produzir” e “inventar coisas novas”.

Ser criativo é fazer conexões a partir de pontos de vista diferentes e inovadores. É resolver problemas utilizando soluções inesperadas, diferentes do convencional.

Para isso, é preciso estimular o seu cérebro a pensar de forma não convencional, o famoso “pensar fora da caixa”. 

Confira algumas dicas que vão te ajudar nesse processo:

 1. Evite as distrações

Durante o seu trabalho, é importante se certificar que todo o seu foco está voltado à resolução do problema. Para evitar distrações, mantenha-se desconectado das redes sociais, ou dos sites que não vão te ajudar a concluir as suas tarefas.

 2. Cuide melhor do seu tempo

Se você tem 1 hora para finalizar uma tarefa, fracione este período: 15 minutos para entender o problema, 15 minutos para buscar referências, 15 minutos para montar o esboço do que será feito e 15 minutos para terminar tudo.

 3. Anote tudo (ou quase tudo)

Existe uma frase que diz “um insight não tem hora para chegar”. Seja no bloco de notas do celular, em um caderninho qualquer ou em um moleskine dedicado para isso, não perca uma boa ideia. Sempre que ela surgir, anote-a.

Aqui na agência, temos o “banco de ideias” que tem de todo tipo de ideia para todos os clientes. Procuramos ficar o tempo todo “conectado” com o negócio do cliente, e quando surgir uma ideia durante o banho, por exemplo, o colaborador tem acesso direto do celular a esse banco de ideias para registrar ali, e futuramente apresentar para o cliente.

 4. Não tenha medo de errar

O medo de falhar é um dos maiores obstáculos de uma mente em busca de uma grande ideia, e isso inibe fortemente a criatividade, fazendo com que a mente perca grandes oportunidades. Portanto, não tenha medo de cometer erros. Arrisque-se, afinal “A criatividade exige a coragem de deixar as certezas de lado”. 

Conclusão

Diferente do que muitos pensam, a criatividade não é um dom, e sim uma habilidade que pode ser treinada e melhorada diariamente como qualquer outra. Portanto, adote práticas que estimulem o “pensar fora da caixa” e espante o bloqueio criativo!

Lista VIP

Junte-se a mais de 6 mil pessoas inteligentes e receba conteúdos exclusivos para ter sucesso com o seu negócio! É grátis!